Colônia de Férias e Anteninha Paraurora

Propondo várias oficinas que vão desde a criação de seus próprios brinquedos até a utilização da argila para confecção de objetos de uso pessoal, o Setor Educativo do MAMAM traz para o período de férias dos pequenos a Colônia de Férias e o Anteninha Paraurora, que acontecem do dia 17 a 21 de julho, e tem como ideia fundamental a aproximação entre as crianças e a arte através da diversão.

COLÔNIA DE FÉRIAS
De 17 a 20 de julho – 14h às 17h.
04 a 12 anos.
R$ 60,00 – pacote com todos os dias de oficina ou R$15,00 por dia de oficina.
Informações e inscrições: educmamam@gmail.com

ANTENINHA PARAURORA
21 de julho – 15h às 17h
04 a 12 anos
R$10,00
Informações e inscrições: educmamam@gmail.com

Anúncios

Oficina de encadernação – criando um caderno de artista

flyer.pngMinistrada por Marluce Vasconcelos, a oficina propõe a realização de um caderno de artista, por meio de duas técnicas de encadernação.  Com esse propósito será necessário discutirmos a origem e conceitos de Livro de Artista e de Encadernação, além de apresentarmos, por meio de imagens, algumas obras de artistas que se debruçaram sobre essa forma de técnica e de expressão artística.

Inscrições: educmamam@gmail.com
Para informações:

Ementa_Criando um caderno de Artista

Programação 16ª Semana dos Museus MAMAM

 

Confira abaixo a programação do MAMAM para a Semana dos Museus 2018, que tem como tema “Museus Hiperconectados: Novas abordagens, novos públicos”

 

15/05/18 a 20/05/18 – 13:00 às 17:00

Exposição no Aquário Oiticica – Tempos de Conectividades – curadoria dos estagiários do MAMAM.

Abordando a ideia de museus hiperconectados e buscando abarcar novos públicos, a exposição se propõe a fazer um diálogo entre duas performances registradas, uma da artista Sandra Cinto e outra do artista Daniel Santiago. Busca-se refletir sobre a comunicação entre passado e presente, e a memória do objeto através da cristalização do momento no registro fotográfico de performance.

(Visitação: terça a sexta 12h-18h; Sab e dom 13h-17h).

 

15/05/18 – 18:00 às 20:30

Roda de diálogos – Arte, Conectividade e novos públicos.

Refletir sobre as relações e conexões nos espaços museais é um desafio atual e importante para construção de novos museus. A roda de diálogos pretende proporcionar um espaço livre e horizontal para o debate acerca de produções artísticas que se relacionam com a conectividade e a relação das obras com diversos públicos.

(Entrada gratuita).

 

15/05/2018 e 16/05/2018 – 14:00 às 17:00

Oficina de lambe-lambe – O MAMAM é logo ali.

A oficina “O MAMAM é logo ali” irá proporcionar a produção coletiva de cartazes em lambe-lambe, serão aplicados em locais nas intermediações do Museu, com frases que indiquem sua localização. Público alvo: Moradores do entorno, estudantes, e pessoas interessadas em técnicas artísticas.

(Inscrições: educmamam@gmail.com – 20 vagas).

 

18/05/2018 – 14:00 às 17:00

A oficina “Troco Arte” irá trabalhar o contraste entre as novas formas de comunicação e as antigas, através da arte postal. Público alvo: Moradores do entorno, estudantes, e pessoas interessadas em técnicas artísticas

(Inscrições: educmamam@gmail.com – 10 vagas).

 

 

19/05/2018 – 14:00 às 20:00

Entre lanças e contas.

Luta, cultura e resistência, esse será o tripé do evento “Entre lanças e contas” que apresenta a proposta de trazer diálogos entre a arte e a cultura do povo negro e indígena, contextualizando com a produção simbólica que demarca a etnia, a identidade e o território pertencente aos povos. Acontecerá no dia 19 de maio e contará com: oficinas, roda de diálogo, feira e a presença de artistas, músicos e artesãos.

 

(Entrada gratuita)

MAMAM leva seu “Clube de Fotografia” à “SP-Arte, Festival Internacional de Arte de São Paulo”

30571492_1668923403173503_8237332130779103232_o.jpg

Esta semana, parte da equipe do MAMAM levará o “Clube de Fotografia” para a “SP-Arte, Festival Internacional de Arte de São Paulo”, que acontece na capital paulista. O Clube é composto por obras de Alberto Bitar, Jonathas de Andrade, Priscilla Buhr, Gordana Manic, João Castilho e estará disponível ao público para apreciação e compra.

 

SERVIÇO
Exposição OLINDA NOS QUATRO CANTOS DO MUNDO — E NO CORAÇÃO DE ALOISIO MAGALHÃES | Aloisio Magalhães
Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães – Mamam
R. da Aurora, 265 – Boa Vista, Recife – PE, 50060-010
Telefone: (81) 3355-6871
Horário de visitação: terça a sexta, das 12h às 18h, sábados e domingos, das 13h às 17h

ENTRADA GRATUITA
AGENDAMENTOS: as visitas educativas são gratuitas. Agendamento de grupos e escolas pode ser feito através do (81) 3355.6871 ou pelo e-mail educmamam@gmail.com.

MAMAM no Neimfa

 

PSX_20180321_152814

Na tarde da última terça-feira (20.03), integrantes do Setor Educativo do MAMAM fizeram uma visita as crianças que constroem o espaço do Núcleo Educacional Irmãos Menores de Francisco de Assis (Neimfa), na comunidade do Coque, com proposta de criar uma dinâmica divertida para os pequenos, tendo como estímulo principal oficinas de pintura Tie-Dye e Biojóias.

Essa ação faz parte do projeto elaborado pelo Setor Educativo, que consiste na criação de oficinas com diversos temas, com o intuito de aproximar as comunidades que vivem em torno do museu e, dessa forma, fazer com que se sintam parte do espaço, criando uma ligação direta entre os moradores e o MAMAM, tentando assim, promover experiencias artísticas com os mesmos. Foi o pontapé inicial para mais um belo trabalho de inclusão social.

 

SERVIÇO
Exposição OLINDA NOS QUATRO CANTOS DO MUNDO — E NO CORAÇÃO DE ALOISIO MAGALHÃES | Aloisio Magalhães
Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães – Mamam
R. da Aurora, 265 – Boa Vista, Recife – PE, 50060-010
Telefone: (81) 3355-6871
Horário de visitação: terça a sexta, das 12h às 18h, sábados e domingos, das 13h às 17h

ENTRADA GRATUITA
AGENDAMENTOS: as visitas educativas são gratuitas. Agendamento de grupos e escolas pode ser feito através do (81) 3355.6871 ou pelo e-mail educmamam@gmail.com.

 

OLINDA NOS QUATRO CANTOS DO MUNDO — E NO CORAÇÃO DE ALOISIO MAGALHÃES | Aloisio Magalhães

1-03072014-img_5706trat-1024x738

A exposição intitulada “Olinda nos quatro cantos do mundo — e no coração de Aloísio Magalhães” realizada através de parceria entre a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) e MAMAM, juntamente com a Companhia Editora de Pernambuco (CEPE), segue em cartaz, mantendo apresentação aberta ao público.

Contando com 11 (onze) obras em litogravura do álbum intitulado “Olinda”, produzido por Aloísio em 1981, obras estas que serviram na defesa e luta feitas pelo artista a respeito da inserção do sítio histórico de Olinda na lista de Patrimônio Mundial. A exibição também conta com textos e fotografias que traduzem um pouco de sua história, além de um documentário produzido pela Fundaj.

O Setor Educativo permanece recebendo agendamentos para mediação.

 

SERVIÇO
Exposição CARIMBOS | José Cláudio
com curadoria de Clarissa Diniz
Patrocínio do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura – Funcultura e apoio cultural da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe)
Exposição OLINDA NOS QUATRO CANTOS DO MUNDO — E NO CORAÇÃO DE ALOISIO MAGALHÃES | Aloisio Magalhães
Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães – Mamam
R. da Aurora, 265 – Boa Vista, Recife – PE, 50060-010
Telefone: (81) 3355-6871
Horário de visitação: terça a sexta, das 12h às 18h, sábados e domingos, das 13h às 17h

ENTRADA GRATUITA
AGENDAMENTOS: as visitas educativas são gratuitas. Agendamento de grupos e escolas pode ser feito através do (81) 3355.6871 ou pelo e-mail educmamam@gmail.com.

 

MAMAM CHEGA​ ​AO​ ​GOOGLE​ ​ARTS​ ​&​ ​CULTURE

google-arts-culure

Obras​ ​renomadas​ ​do​ ​século​ ​XX​ ​e​ ​XXI​ ​estão​ ​disponíveis​ ​em​ ​uma​ ​nova​ ​exposição​ ​do Google em​ ​colaboração​ ​com​ o Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães​ (MAMAM) ​e​ ​outras​ ​instituições​ ​culturais​ ​ao redor​ ​do​ ​mundo

19787425_1590404097648088_7474534011957375084_o

Quarta-feira, 7 ​de março​ ​– O ​mundo ​da ​arte ​contemporânea ​recebeu ​um ​novo ​destaque ​no projeto ​do ​Google ​Arts ​& ​Culture, ​o ​“O ​que ​é ​Arte ​Contemporânea?”. ​A ​iniciativa ​global ​conta ​agora com ​novos conteúdos ​de ​50 ​instituições ​parceiras ​ao ​redor ​do ​mundo, ​para ​disponibilizar ​ao ​público ​mais ​de sete ​mil ​obras ​de ​arte, ​incluindo ​pinturas, ​esculturas ​e ​outras ​peças ​aclamadas ​pela ​crítica ​nos séculos ​XX ​e ​XXI.

No ​Brasil, ​o ​projeto ​“O ​que ​é ​Arte ​Contemporânea?” ​foi ​desenvolvido ​em ​colaboração ​com o Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM) e ​mais ​outras ​14 ​instituições ​culturais ​de ​renome ​para ​trazer mais de 50 ​exposições, ​com ​mais ​de 3.200 ​obras ​que ​revelam ​detalhes ​da ​arte ​contemporânea ​brasileira. ​É ​possível ​conferir ​em ​alta resolução ​mais ​de ​500 ​obras ​capturadas ​pela ​Art ​Camera ​do ​Google, ​realizar ​6 ​tours ​pelas instituições ​pelo ​Street ​View ​e ​também ​2 ​passeios ​em ​Realidade ​Virtual. Acesse aqui.

perfilgoogle

O acervo do MAMAM, ​disponibilizado ​no ​Google ​Arts & Culture, apresenta ​quase 200 obras de mais de 40 artistas. Finalmente, os visitantes on-line podem descobrir mais sobre o acervo do MAMAM, que atualmente não está disponível ao público, com exposições virtuais divididas em três recortes curatoriais elaborados pela gestora Beth da Matta e as pesquisadoras Rebeka Monita e Joana D’Arc de Souza Lima: “Memória e Subjetividade”, “Por afetos” e “Político e Social” – que reúnem obras de Rodrigo Braga, Aloisio Magalhães, Tereza Costa Rego, Vicente do Rego Monteiro, Brígida Baltar, Efraim Almeida, Rodolfo Mesquita, Márcio Almeida e muitos outros artistas.

A parceria também permite que os detalhes de textura de pinturas como as do artista Vicente do Rego Monteiro agora possam ser visualizados numa imagem em Gigapixel, tirada pela Câmera ​de ​Arte ​do Google ​Arts ​& ​Culture ​– ​um ​dispositivo ​personalizado ​que junta centenas de imagens de close-up que são então costuradas para criar um conjunto intensamente minucioso, que revela detalhes que estão escondidos a olho nu. Com esse recurso será possível aumentar o zoom para as colagens dos cartemas de Aloisio Magalhães, por exemplo, para descobrir as particularidades das imagens que formam o mosaico da obra.

Além das curadorias, duas exposições virtuais poderão ser visitadas com o recurso do street view, em um tour pelos espaços do Museu. Os visitantes on-line serão capazes de percorrer virtualmente e descobrir os salões térreo, primeiro e segundo andares do MAMAM, e visitar as exposições “Daniel Santiago em Dois Tempos” do artista pernambucano Daniel Santiago e “Bela Aurora do Recife” do também pernambucano Wilton de Souza, que estiveram abertas ao público entre julho e agosto de 2017.

wiltonexpogoogle

Vista da exposição “Bela Aurora do Recife”

Beth da Matta, gestora do ​MAMAM,​ afirma que:

“Usar tecnologia inovadora é benéfica para nossos visitantes on-line porque permite uma maior divulgação sobre o Museu, suas obras e história. A plataforma Google Arts & Culture é uma grande oportunidade para compartilhar, preservar e promover nosso patrimônio com o mundo. Além de ser uma ferramenta importante para o estudo das artes, tanto para aqueles que visitam e conhecem o museu como para os que estão em outros lugares. Essa divulgação permite que pesquisadores, curadores, críticos, professores e interessados sobre o tema de museus, patrimônio e arte possam ampliar seu repertório sobre a produção artística, podendo observar as especificidades e transversalidades sobre a produção de diferentes lugares do mundo.”

No ​início ​de ​outubro, ​o ​Google ​Arts & Culture ​iniciou ​o ​projeto ​“O ​que ​é ​Arte ​Contemporânea?” ​com instituições ​como ​o ​Modern ​Art ​Oxford, ​além ​de ​MoMa, ​Brooklyn ​Museum ​e ​outras, ​para ​levantar ​a questão ​do ​que ​é ​arte ​contemporânea ​e ​oferecer ​às ​pessoas ​uma ​viagem ​por ​museus ​e ​obras espalhados ​pelo ​mundo, ​como:

  • Todas ​as ​obras ​de ​León ​Ferrari ​pertencentes ​à ​coleção ​do ​Museo ​de ​Arte ​Moderno ​de Buenos ​Aires ​(MAMBA);
  • Uma ​instalação ​feita ​por ​Ai ​Weiwei ​na ​Dinamarca ​em ​homenagem ​ao ​Dia ​Mundial ​do Refugiado ​da ​ONU;
  • Todas ​as ​obras ​integrantes ​da ​”15ª ​Bienal ​de ​Istambul”, ​que ficou ​aberta ​ao ​público ​até ​o ​dia ​12 de ​novembro do ano passado;
  • As ​produções ​de ​artistas ​tanto emergentes ​quanto mais ​estabelecidos ​que ​marcaram ​a ​volta do ​movimento ​de ​miniatura ​do ​Paquistão;
  • As ​produções ​de ​artistas ​sul-africanos ​contemporâneos, ​nas ​exposições ​organizadas ​por Johannesburg ​Art ​Gallery;
  • E ​os ​destaques ​de ​museus ​importantes, ​como ​Serralves, ​em ​Portugal; ​Mathaf: ​Arab ​Museum of ​Modern ​Art, ​no ​Quatar; ​e ​Barjeel ​Art ​Foundation, ​nos ​Emirados ​Árabes;
  • A ​exposição ​“O ​que ​é ​Arte ​Contemporânea?” ​está ​disponível ​on-line ​em g.co/contemporaryart​ ​e​ ​pelo aplicativo ​do ​Google ​Arts ​& ​Culture ​no iOS ​e Android.

 

SOBRE O GOOGLE ARTS & CULTURE
O Google Arts & Culture coloca mais de mil museus ao seu alcance. É uma maneira nova e imersiva de explorar a arte, a história e as maravilhas do mundo. O aplicativo Google Arts & Culture é gratuito e está disponível na web, para iOS e Android. A equipe do Google Arts & Culture é um parceiro inovador de instituições culturais. A equipe trabalha com tecnologias que ajudam a preservar e compartilhar cultura e permite que os curadores criem exposições envolventes on-line e off-line, dentro de museus.