Lançamento das publicações (revista) & Meio (Volume I)


Publicação Meio (Volume I) e resultado final da OFICINA Tatuí

O projeto Meio, a revista Tatuí e o MAMAM convidam para o lançamento da publicação Meio (Volume I) e o resultado da OFICINA Tatuí: Projeto editorial em crítica de arte: concepção e prática.

Meio (Volume I)

A Fundação Nacional de Arte, FUNARTE, através do edital Conexão Artes Visuais, contemplou o projeto Meio, organizado por Marcos Sari e Daniele Marx, com a publicação Meio (Volume I).

Este primeiro volume reúne uma compilação das dez edições anteriores, além de textos inéditos de críticos, curadores e artistas, que procuram evidenciar a potencialidade de ações colaborativas no circuito da arte, sem abrir mão de sua informalidade mais próxima à vida cotidiana.

O projeto Meio surgiu de um trabalho coletivo onde as intervenções dialogam e as ideias são difundidas, independentemente de avaliação classificatória ou legitimadora da arte. Iniciado em 2003, na cidade de Porto Alegre, transitando entre o anonimato e a experiência, o Meio pode ser definido como um espaço aberto à experimentação onde os colaboradores atuam com critério próprio em uma página em branco (tamanho A4). Processos guardados em gavetas, escritos, fotografados, projetos e esboços são algumas colaborações ao longo destes anos.

Outras informações sobre o projeto:
http://projeto-meio.blogspot.com/
projeto.meio@gmail.com

OFICINA Tatuí

Entre 24 de fevereiro e 1 de março 2011, ocorreu, no Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Recife, PE), a oficina Projeto editorial em crítica de arte: concepção e prática, ministrada pelas editoras da revista Tatuí, Ana Luisa Lima e Clarissa Diniz.

Com a participação de estudantes de arte, história, cinema, arte-educadores, escritores, arquitetos – desenvolveu-se um conjunto de intervenções que investigam as diversas possibilidades da crítica de arte na atualidade. Além da (revista), publicada em formato A2 com textos dos integrantes da oficina e projeto gráfico de Raul Luna, serão realizadas também outras ações: uma (exposição) a partir de obras da Coleção MAMAM, intervenções sobre exposições em cartaz no Mamam (no folder e no texto institucional das mesmas), uma (mediação), um (coquetel) e um (texto de parede).

(revista)
Editada coletivamente ao longo da oficina, a (revista) tem papel múltiplo: além de veicular os textos produzidos ao longo dos encontros (que versam sobre temas tão diversos quanto arquitetura, linguagem, crítica, arte-educação, público, experiência estética, autoria ou leis de incentivo à cultura), é também o (texto de parede) da (exposição) realizada pelo (grupo). Com projeto gráfico experimental, que possibilita que seja lida de várias formas, a (revista) reflete a multiplicidade de focos com o que a crítica de arte foi vista ao longo da oficina.

(exposição)
Curada coletivamente a partir de obras da Coleção MAMAM, a (exposição) traz, para o Aquário MAMAM, obras que dialogam com a crítica de arte, a crítica cultural ou com a linguagem, o discurso e suas falências – questões que atravessaram as discussões da oficina. Com trabalhos de Paulo Meira, Rosana Ricalde, Bruscky & Santiago, Tomie Ohtake (sobre álbum de Haroldo de Campos), a (exposição) conta também com (texto de parede) pensado coletivamente pelo (grupo) de curadores, que buscou fugir à excessividade discursiva que costuma identificar tais textos para situar a (exposição) de outro modo.

(intervenções)
Na exposição Ciclos Alterados, de Rodrigo Braga, que ocupa o primeiro e segundo andares do MAMAM, serão realizadas duas (intervenções). No (folder) da mostra haverá um vocabulário crítico para pensá-la, e em seus (textos de parede), o institucional e o da curadoria, duas intervenções que problematizam, de um lado, os conteúdos abordados e, de outro, o papel mediador que se espera desses textos.

(mediação)
Realizada na mostra Da fotografia, dos conceitos que, com curadoria de Georgia Quintas, ocupa o térreo do MAMAM, a (mediação) põe em xeque o tradicional papel do mediador cultural e da arte educação, problematizando também a formação da Coleção MAMAM.

As intervenções estarão acontecendo, no MAMAM, do dia 10 a 13 de março. Além do dia de seu lançamento, a (revista) poderá ser encontrada à venda na Loja MAMAM, bem como está disponível para download no site do Museu, www.mamam.art.br.

Integraram a oficina:
Elysangela Freitas
Igor Borba
Jucélio Mattos
Lorena Taulla
Marília Bivar
Paula Frassinetti
Paula Melo
Rebeka Monita
Toni Fontes

Distribuição gratuita das publicações, (revista) e Meio (Volume I), no dia do lançamento.

SERVIÇO:

Data: 10/03/2011 às 19h
Local: Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães – MAMAM
Entrada pela Rua da União, 88. Boa Vista – Recife – PE
Aberto ao Público
Informações [Rosângela Nascimento]
(81) 3355-6870 / 6871 / 6872
comunicacao@mamam.art.br [Lorena Taulla

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s