Exposição “The Lost Park”

THE LOST PARK
Maria Barnas (Holanda) no MAMAM no Pátio, Recife

abertura da exposição_01/07/2011, sexta-feira, 18h
exposição_02/07/2011 a 26/08/2011

No dia 01 de julho de 2011, a partir das 18:00 horas, o MAMAM no Pátio abre a exposição The Lost Park, da artista holandesa Maria Barnas.Barnas esteve em Recife na primavera de 2009 para realizar uma residência artística, parte do projeto Made In Mirrors – MIM. A Fundação Made in Mirrors é uma iniciativa que envolve parceiros na Holanda, Brasil, China e Egito, e tem como objetivo espelhar identidades culturais destes países, através de trocas  artísticas.The Lost Park é o resultado desta residência, onde a artista pesquisou a então recente reforma do Parque Euclídes da Cunha – praça do Clube internacional –, desenhado em 1935 pelo paisagista brasileiro, Roberto Burle Marx (1909-1994).

O resultado da residência já esteve em mostra no Schunck – instituto multidisciplinar especializado em modernidade, cultura urbana, arte e cultura contemporânea, que tem cmo objetivo provocar encontros e diálogo entre produção cultural local e mundial – localizado em Heerlen (Países Baixos). Agora, retorna ao Recife, e ficará exposto, no MAMAM no Pátio, de 01 de julho de 2011 até 26 de agosto.

The Lost Park é um projeto que inclui filme, musica e poema de Maria Barnas

Eu atravessei o oceano para visitar um parque que é mais ficção que realidade. Eu perdi o controle dos fatos tentando entender sua história. Quanto mais tentava descrever e documentar, mais difusa ficava a identidade do parque. Agora, o parque deve ter desaparecido da face da terra (Maria Barnas)

Roberto Burle Marx (1909 – 1994) produziu seu primeiro design de paisagem em Recife. Entre suas produções stá o parque Euclides da Cunha (1935), um parque inspirado no romance Os Sertões (1902). O romance descreve a guerra civil (1893-1897) entre a república e um grupo de 30.000 monarquistas que residiam em Canudos, comunidade no estado nordestino da Bahia. O conflito teve um final brutal quando uma grande força armada do exército matou a maioria dos seus habitantes. Canudos está localizada em uma região árida onde a luta contra a pobreza e a corrupção política continua até hoje.

Para o parque, baseado em Os Sertões, Burle Marx usou cactos e suculentas da Bahia, criando não só uma área seca e abandonada, no centro do Recife, como também uma história traumática.

A planta original do parque não foi seguida. Árvores frutíferas foram colocadas onde não existia (no projeto). Nenhum desenho original da construção pode ser encontrado. A reconstrução, que ocorreu em 2004, não foi baseada no design original de Burle Marx, mas sim, em interpretações de um único esboço e memórias.

SERVIÇO
O que:
abertura da exposição The Lost Park
Onde:
MAMAM no Pátio | Pátio de São Pedro, Casa nº 17 | São José – Recife – PE
Quando:
01/07/2011, às 18h
Contato:
55 81 3355.6764 l 3355.6765
patio@mamam.art.br
mabel@mamam.art.br
comunicacao@mamam.art.br

Anúncios

Um comentário em “Exposição “The Lost Park”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s