Edição especial do Cine MAMAM no Antena Paraurora!

Edição especial do Cine MAMAM no Antena Paraurora!

O CineMAMAM preparou uma sessão especial para esse fim de semana, para celebrar a retomada do projeto Antena Paraurora, que ocorrerá próximo sábado, dia 05 de Abril.

Nesta ocasião, ocorrerá uma mostra de videoarte, onde também serão apresentados seus vídeo-artistas, que falarão um pouco sobre o conceito e processo de criação de seus filmes.

A ideia dessa Mostra, além de celebrar o retorno do Antena, é apresentar os novos realizadores desse tipo de arte audiovisual, que sejam pertencentes a Recife ou a região nordeste do País.

Programação CineMAMAM edição especial

Fatos e Fotos, de Camila Storck e Maíra Tristão. 10’19”
Através de “fatos e fotos” lançamos o convite para flanar. Os corredores inspiradores daqueles que trançam pelo Mercado São José não trazem somente mercadorias para os fregueses. Alimenta a alma daqueles que buscam o encantamento pelas ruas e toda a composição das cores, cheiros, sons e sabores. A construção e desconstrução do tempo traz sentido para quem busca apreciar e experienciar cenas do cotidiano e aguçar seu imaginário em cima de fatos que colhemos subjetivamente das fotos.

Fluidos, de Cayo César. 4’50’’
O artista brinca com as dinâmicas do leite e do vinho que escorrem da boca de dois artistas, sendo uma delas do próprio diretor. Apreciando os fluidos em diferentes velocidades hora rápido, hora retrocedendo no tempo, por vezes totalmente parado, mas predominantemente lento, o artista propõe um ensaio para a reflexão da dualidade nos dois líquidos e o que ela remete. O leita com sua pureza, consistência, viscosidade e o vinho como sua malicia, transparência e fluidez própria.

CORPO LÍQUIDO, de Ana Lúcia Diniz e Alan Tonello . 6’00
Os seres humanos estão inseridos no universo digital que, por sua vez, também se encontra inserido nos seres humanos. E as relações humanas estão cada vez mais fluidas, as pessoas se tocam cada vez menos e, utilizando-se dessa metáfora da fluidez, o curta questiona o que é corpóreo, o que é digital e como relacioná-los.

Maldita Poesia, de Jean Santos e Cíntia Lima. 7’00
Imagens em movimento tomam corpos, corpos tomam imagens, modelam e são modelados, possibilitando a interação do individuo com o meio social, permitindo, assim, a materialização do pensamento, aquele que une o individuo a seu entorno.

Rito, de Bia Lima, Camila Storck, Cíntia Lima e Maíra Tristão. 8’00
Materialização através da experiência corporal ritualística no discurso das relações invisíveis e eternas.

A mostra terá início a partir das 14h desse sábado no Auditório Braz Marinho no MAMAM – Rua da União, N. 88 Boa Vista.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s