Juliana Notari – Amuamas, Videoperformance, 2018.

Flyer virtual amuamas-2.jpg

 

SOBRE A VIDEOPERFORMANCE AMUAMAS

Depois de uma primeira residência artística em Belém do Pará durante o ano de 2014, a artista visual pernambucana Juliana Notari retorna à cidade em 2018 para realizar a videoperformance Amuamas. Em um gesto de persistência, carregado de força mística, a artista adentra a floresta amazônica vestida de branco, como uma espécie de enfermeira. Em sua bolsa, guarda instrumentos como: espéculos de aço inoxidável, escopos, martelo e seu sangue menstrual – coletado ao longo de nove meses – em busca da grande “Mãe Sagrada da Floresta”, a centenária árvore Samaúma. A partir desse encontro com a grande árvore, a artista realiza uma ação ritualística e intrusiva, deixando uma marca encravada na floresta.

A videoperformance Amuamas foi realizada no Igarapé Piriquitaquara na Ilha do Combu em Belém, Pará e contou com Incentivo do RUMOS Itaú Cultural 2016 e Apoio do Funcultura – PE/2016.

CONVERSA COM ARTISTA

A artista Juliana Notari estará participando de uma conversa aberta com o publico durante o lançamento da videoperformance – Amuamas, em 19 de outubro, às 19h. Os presentes terão a oportunidade de ouvir e debater sobre o trabalho da artista e seu processo de criação ao longo das suas residências artísticas no Pará desde o ano de 2014.

SOBRE A ARTISTA

JULIANA NOTARI – Recife, PE, 1975.

Vive e trabalha entre Recife, PE, Rio de Janeiro, RJ e Belém, PA.

Artista, doutoranda e mestre em Artes Visuais pelo PPGARTES/UERJ, é graduada em Artes Visuais pela UFPE (2003). Artista e pesquisadora na área de Artes, trabalha com as mais diversas linguagens (instalações, performances, fotografias, desenhos, objetos e vídeos) com abordagem multidisciplinar. A sua pesquisa visual tem criado um corpo de trabalhos que encaram suas singularidades, transitando por entre a biografia, o confessional, a catarse ou práticas relacionais. Com ênfases e modos de operação diversos, traumas, desejos, fantasias e medos são recolocados em suas obras instaurando relações entre subjetividades que, por sua vez, configuram o eixo central da obra da artista.

Notari participou de exposições nacionais e internacionais, recebeu prêmios, realizou residências artísticas e possui trabalhos em coleções públicas e privadas. Dentre os quais podemos destacar: artista nomeada para o Prêmio PIPA 2018, Prêmio do Salão Arte Pará em 2014, Prêmio Funarte – Mulheres nas Artes Visuais em 2013 o Prêmio Bolsa de pesquisa no Salão de Arte Contemporânea de Pernambuco em 2004. Suas principais exposições individuais incluem “SORTERRO Cap. 5”, Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães – MAMAM (Recife, PE, 2014); “Rire pour Moi, 2009, Galeria da École Supérieure d’Art d’Aix-en-Provence (França, 2009); “Symbebekos”, Galeria Fayga Ostrower, Funarte (Brasília, DF, 2004). Das exposições coletivas destacam-se: “Bienal Del Sur: Pueblos en Resistencia”, Museu de Belas Artes de Caracas (Venezuela, 2015); “Transperformance 2 – Inventário dos Gestos”, Oi Futuro Flamengo (Rio de Janeiro, RJ, 2012); “Festival Performance Arte Brasil”, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – MAM (Rio de Janeiro, RJ, 2011).

 

Serviço:

Lançamento e bate papo com artista: 19/10/2018, sexta-feira, 19h – 21h

Obra em lançamento: videoperformance

local: Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães – MAMAM

Rua da União, 88

(81) 3355.6870 / (81) 3355.6871

mamamrecife@gmail.com

Anúncios

Lançamento do catálogo da exposição Carimbos

Informamos que no dia 12 de outubro ocorrerá o lançamento do catálogo da exposição Carimbos, do artista José Cláudio, às 15h no MAMAM. O evento também contará com uma conversa entre artista e público, além da distribuição gratuita da publicação.
 
Serviço
Data: 12 de outubro, 15h
Local: Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM), Rua da União, 88, Boa Vista
Gratuito e aberto ao público
conviteweb_lancamento_Carimbos.png

Autopoese

Depois de amanhã, quinta-feira (20/09/18), teremos a abertura da Exposição Autopoese, do artista carioca da Geração 80, Alexandre DaCosta. A Exposição, realizada sob a curadoria da pesquisadora Joana D’Arc, conta com objetos, poemas visuais e vídeos. Estão todas e todos convidad@s! Venham, será às 19h. convalexandreweb (2)

 

Colônia de Férias e Anteninha Paraurora

Propondo várias oficinas que vão desde a criação de seus próprios brinquedos até a utilização da argila para confecção de objetos de uso pessoal, o Setor Educativo do MAMAM traz para o período de férias dos pequenos a Colônia de Férias e o Anteninha Paraurora, que acontecem do dia 17 a 21 de julho, e tem como ideia fundamental a aproximação entre as crianças e a arte através da diversão.

COLÔNIA DE FÉRIAS
De 17 a 20 de julho – 14h às 17h.
04 a 12 anos.
R$ 60,00 – pacote com todos os dias de oficina ou R$15,00 por dia de oficina.
Informações e inscrições: educmamam@gmail.com

ANTENINHA PARAURORA
21 de julho – 15h às 17h
04 a 12 anos
R$10,00
Informações e inscrições: educmamam@gmail.com

Oficina de encadernação – criando um caderno de artista

flyer.pngMinistrada por Marluce Vasconcelos, a oficina propõe a realização de um caderno de artista, por meio de duas técnicas de encadernação.  Com esse propósito será necessário discutirmos a origem e conceitos de Livro de Artista e de Encadernação, além de apresentarmos, por meio de imagens, algumas obras de artistas que se debruçaram sobre essa forma de técnica e de expressão artística.

Inscrições: educmamam@gmail.com
Para informações:

Ementa_Criando um caderno de Artista

Programação 16ª Semana dos Museus MAMAM

 

Confira abaixo a programação do MAMAM para a Semana dos Museus 2018, que tem como tema “Museus Hiperconectados: Novas abordagens, novos públicos”

 

15/05/18 a 20/05/18 – 13:00 às 17:00

Exposição no Aquário Oiticica – Tempos de Conectividades – curadoria dos estagiários do MAMAM.

Abordando a ideia de museus hiperconectados e buscando abarcar novos públicos, a exposição se propõe a fazer um diálogo entre duas performances registradas, uma da artista Sandra Cinto e outra do artista Daniel Santiago. Busca-se refletir sobre a comunicação entre passado e presente, e a memória do objeto através da cristalização do momento no registro fotográfico de performance.

(Visitação: terça a sexta 12h-18h; Sab e dom 13h-17h).

 

15/05/18 – 18:00 às 20:30

Roda de diálogos – Arte, Conectividade e novos públicos.

Refletir sobre as relações e conexões nos espaços museais é um desafio atual e importante para construção de novos museus. A roda de diálogos pretende proporcionar um espaço livre e horizontal para o debate acerca de produções artísticas que se relacionam com a conectividade e a relação das obras com diversos públicos.

(Entrada gratuita).

 

15/05/2018 e 16/05/2018 – 14:00 às 17:00

Oficina de lambe-lambe – O MAMAM é logo ali.

A oficina “O MAMAM é logo ali” irá proporcionar a produção coletiva de cartazes em lambe-lambe, serão aplicados em locais nas intermediações do Museu, com frases que indiquem sua localização. Público alvo: Moradores do entorno, estudantes, e pessoas interessadas em técnicas artísticas.

(Inscrições: educmamam@gmail.com – 20 vagas).

 

18/05/2018 – 14:00 às 17:00

A oficina “Troco Arte” irá trabalhar o contraste entre as novas formas de comunicação e as antigas, através da arte postal. Público alvo: Moradores do entorno, estudantes, e pessoas interessadas em técnicas artísticas

(Inscrições: educmamam@gmail.com – 10 vagas).

 

 

19/05/2018 – 14:00 às 20:00

Entre lanças e contas.

Luta, cultura e resistência, esse será o tripé do evento “Entre lanças e contas” que apresenta a proposta de trazer diálogos entre a arte e a cultura do povo negro e indígena, contextualizando com a produção simbólica que demarca a etnia, a identidade e o território pertencente aos povos. Acontecerá no dia 19 de maio e contará com: oficinas, roda de diálogo, feira e a presença de artistas, músicos e artesãos.

 

(Entrada gratuita)

MAMAM leva seu “Clube de Fotografia” à “SP-Arte, Festival Internacional de Arte de São Paulo”

30571492_1668923403173503_8237332130779103232_o.jpg

Esta semana, parte da equipe do MAMAM levará o “Clube de Fotografia” para a “SP-Arte, Festival Internacional de Arte de São Paulo”, que acontece na capital paulista. O Clube é composto por obras de Alberto Bitar, Jonathas de Andrade, Priscilla Buhr, Gordana Manic, João Castilho e estará disponível ao público para apreciação e compra.

 

SERVIÇO
Exposição OLINDA NOS QUATRO CANTOS DO MUNDO — E NO CORAÇÃO DE ALOISIO MAGALHÃES | Aloisio Magalhães
Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães – Mamam
R. da Aurora, 265 – Boa Vista, Recife – PE, 50060-010
Telefone: (81) 3355-6871
Horário de visitação: terça a sexta, das 12h às 18h, sábados e domingos, das 13h às 17h

ENTRADA GRATUITA
AGENDAMENTOS: as visitas educativas são gratuitas. Agendamento de grupos e escolas pode ser feito através do (81) 3355.6871 ou pelo e-mail educmamam@gmail.com.