Abertura de exposições no MAMAM

Nesta quinta, 24 de março, o MAMAM inaugura quatro exposições, individuais e coletivas, a partir das 19h.

A Exposição “Nunca Fomos Modernos” aborda questões sobre a Semana de 22, reivindicando outras recepções do discurso da modernidade. Com curadoria de Ana Luisa Lima, Joana D’Arc de Souza Lima e Wagner Nardy, a exposição reúne obras do acervo Mamam.

Ainda sobre o Modernismo, você pode conferir também a Mostra “Semana de Vídeo-Arte Contemporânea de 22 de Pernambuco”. Realizada sob curadoria de Jura Capela, reúne instalações e video-artes da década de 80 até aqui.

“Ofício”, apresenta o trabalho individual da Marcenaria Olinda, projeto pseudônimo do artista e restaurador mineiro Fernando Ancil, que reflete sobre a realização da arte com a madeira e suas práticas ancestrais. Curadoria de Wagner Nardy.

No mezanino, a exposição “Todo Trânsito é uma Escuta” apresenta, através de fotos, vídeos e performances, os trabalhos dos artistas Abiniel João Nascimento e Letícia Barbosa.

Exposições:
Nunca Fomos Modernos
Ofício
Semana de Vídeo-Arte Contemporânea de 22 de Pernambuco
Todo Trânsito é uma Escuta

24 de março às 19h
Entrada gratuita

*Entrada permitida com apresentação do cartão de vacina, com pelo menos duas doses, e documento de identificação. O uso de máscara é obrigatório.

Recife Mal Assombrado

A Prefeitura da Cidade do Recife, através da Secretaria de Turismo e Lazer promove passeios de sensibilização turística todos os finais de semana para a20150122104451975052aproximar o recifense da sua cidade. O OLHA! RECIFE oferece passeios de: catamarã, ônibus, bicicleta e a pé. Todos possuem uma programação com roteiros diferenciados e acompanhamento de guias de turismo.

Para o sábado, dia 30 de maio de 2015, o roteiro Recife Mal Assombrado contemplará os principais pontos com histórico de mal assombro no Recife. Este roteiro foi retomado em novembro de 2014 e logo caiu no gosto popular, com reportagens em diversas mídias, inclusive em rede nacional. 

Demonstramos o nosso interesse de visitar e conhecer a história do Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães e seus relatos de assombros. A proposta da atividade consiste numa pequena cena de um ator e uma cantora que realizam uma interação com os participantes por aproximadamente 15 minutos, que somados ao tempo de entrada, acomodação e saída dos inscritos, a intervenção dura no máximo 30 minutos. Todo o desenvolvimento da visita conta com o monitoramento de um (1) guia de turismo e quatro (4) servidores que antes da chegada do grupo, ainda dentro do ônibus, vão orientando sobre as normas de conduta de cada espaço.

O projeto faz parte de uma parceira do Educativo Mamam com a Secretária de turismo da Prefeitura do Recife.