ESTA SEMANA NO MAMAM! – EDIÇÃO #03

EXPOSIÇÕES

11822938_952771708112353_7856258025316413269_o (1)

Foto: Homem guarda-chuva, German Lorca

Continuam em cartaz as exposições Inimigos, de Gil Vicente, e Moderna para Sempre: fotografia modernista brasileira na coleção Itaú Cultural.

No salão térreo está sendo exibida a mostra Inimigos do artista Gil Vicente. O Mamam foi vencedor do Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça/Funarte 2014 para acervos públicos do Brasil. O incentivo contemplou a série Inimigos, composta por 10 desenhos em carvão sobre papel. Antes de ser premiada, a série foi exibida em Recife, Natal, Campina Grande, Porto Alegre e na 29ª Bienal de São Paulo, em 2010. A mostra ficará em exposição até 16 de fevereiro de 2016.

O 1º e o 2º andares do Mamam estão ocupados pela exposição Moderna para Sempre: Fotografia Modernista Brasileira na Coleção Itaú Cultural.

Depois de passar por dez cidades, incluindo Lima, Cidade do México e Assunção, a mostra itinerante Moderna para sempre chega a Recife com a aquisição de seis obras inéditas. Com curadoria de Iatã Cannabrava e projeto expográfico do arquiteto Frederico Teixeira, a exposição conta com a coleção completa de fotografia modernista da Coleção Itaú Cultural – 130 fotografias. São obras que remetem ao movimento modernista das décadas de 1940 a 1970, de nomes como José Yalenti, José Oiticica Filho, Geraldo de Barros, Marcel Giró, Thomaz Farkas, German Lorca, Ademar Manarini e Paulo Pires, pensadas para dar visibilidade à vertente fotográfica da coleção, que soma hoje aproximadamente 12 mil itens. A mostra ficará em exposição até 18 de outubro de 2015.

* Agendamento gratuito de grupos e escolas, com o Setor Educativo, através do (81) 3355.6870 ou pelo e-mail educativo@mamam.art.br.

EVENTOS

sextadapesada

Foto: Divulgação

Sexta da Pesada ano 2: múltiplos de artistas e cozinheiros no Mamam

Esta edição do Sexta da Pesada contará com o lançamento do projeto Múltiplos no Mamam, que tem como proposta expandir e facilitar o acesso a produção artística local de referência, estimulando o colecionismo e a circulação de obras de arte em Pernambuco. O múltiplo de arte é uma tiragem – ilimitada ou não – de um determinado trabalho assinado pelo artista que devido ao seu caráter de reprodutibilidade torna o preço da obra reduzido, diferente das obras únicas. Dentre as infinitas possibilidades de suporte, o múltiplo pode ser uma gravura, uma fotografia, um livro, uma escultura ou qualquer outro objeto.

No fogão:
Beth da Matta
Daniel Santiago
Gil Vicente
Marcelo Silveira
Márcio Almeida
Martinho Patrício
Paulo Bruscky
Paulo Meira

No som:
Justino Passos

SETOR EDUCATIVO

cartaz bula

Imagem: Divulgação

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s